24 horas em Berlim – um guia com os principais pontos turísticos

Eu poderia ficar horas falando sobre como Berlim é uma cidade incrível e que vai te surpreender a cada esquina, porque ela realmente é tudo isso e um pouco mais. “Você vai amar Berlim” é o que eu sempre digo quando alguém me manda uma mensagem falando que está vindo pra cá, ou quando as visitas chegam aqui em casa. Além de dar algumas dicas de lugares do tipo você tem conhecer

Berlim é uma cidade grande, que respira história e você sempre vai encontrar algo para fazer, isso é garantido. Mas por onde começar? O que você não pode deixar de conhecer pela primeira vez? Isso vai depender muito do seu estilo de viagem, mas na minha opinião o melhor jeito de conhecer uma cidade é andar pelas ruas e observar tudo ao redor. Explorar os bairros, observar o tipo de arquitetura e as pessoas que estão do seu lado. Então, eu já começo esse guia com uma dica de ouro: ande o máximo que conseguir. Vá de um ponto turístico ao outro caminhando, deixe um dia livre para explorar a cidade a pé, mesmo se o tempo de viagem for curto tente dar uma voltinha pelo bairro do hotel. Te garanto que é uma experiência incrível!

Um dia não é suficiente para conhecer Berlim, mas eu separei algumas dicas para você conhecer a cidade caso o seu tempo seja curto por aqui. Praticamente tudo desse guia está concentrado na parte mais central da cidade e focado em pontos turísticos.

Como se locomover 

Como eu já disse, você vai aproveitar muito mais a cidade caminhando por ela. Mas é claro que tem situações que você vai precisar de usar o trem e o metrô. Nesse post aqui você vai encontrar todas as informações sobre o transporte público de Berlim. Já adianto que é excelente. Se você estiver visitando a cidade entre a primavera e o verão alugar uma bicicleta também é uma opção interessante. Geralmente as bicicletas ficam espalhadas pela cidade perto dos principais pontos turísticos e alguns hotéis também oferecem o serviço de aluguel.

O que fazer

Berlim é a cidade dos museus. São mais de 100 e provavelmente você vai querer conhecer vários. Comece o seu dia em Mitte visitando a famosa Museumsinsel – Ilha dos Museus – uma ilha no rio Spree onde você encontra 5 dos principais museus da cidade: Pergamonmuseum, Altes Museum, Neues Museum, Alte Nationalgalerie, e o Bode Museum. Impossível visitar todos no mesmo dia, escolha um caso tenha tempo. Mas só o passeio pela ilha já vale super à pena, pois por ali você também vai encontrar a Berliner Dom – A Catedral de Berlim – que é linda! Se você olhar ela de frente também vai conseguir ver a Berliner Fernsehturm – Torre da TV – atrás dela. Dá para passar um bom tempo andando por ali, tirando foto e admirando tudo ao redor.

Berliner Dom - Paula Ferraz
Catedral de Berlim e Torre da Tv ao fundo.

Siga em direção a avenida Unter den Linden, uma das mais famosas avenidas de Berlim. Pelo caminho você irá passar por vários prédios importantes, entre eles o Deutsches Historisches Museum – Museu de História Alemã. Do outro lado da rua tem a Ópera de Estatal de Berlim – Staatsoper Unter den Linden – onde você também vai ver a Bebelplatz antigamente chamada de Praça da Ópera pois fica do lado da casa de ópera. Foi onde aconteceu a queima de livros de autores censurados pelos nazistas em 1933. Ainda na praça, você pode ver um memorial à essa queima de livros. Procure por uma placa de vidro no chão e você verá através dela uma sala com estantes de livros vazias. Em frente a Ópera, do outro lado da rua, está a Humboldt-Universität zu Berlin  – Universidade Humboldt de Berlim – é a faculdade mais antiga de Berlim, fundada em 1810. Logo ao lado da universidade está a Staatsbibliothek – Biblioteca do Estado.

Altes Museum - Paula Ferraz
Altes Museum

Continue caminhando em frente e você chegará no famoso cartão postal de Berlim, o  Portão de Brandemburgo – Brandenburger Tor – que era uma das antigas portas de entrada da cidade. Aproveite para conhecer o Memorial aos Judeus Mortos da Europa ou Memorial do Holocausto – Denkmal für die ermordeten Juden Europas – um memorial para as vítimas do Holocausto que consiste em 2.711 colunas com largura e altura variadas causando assim uma sensação de desconforto enquanto você anda entre elas. Perto do memorial está o Tiergarten, o segundo maior parque de Berlim com 210 hectares e mais de 2.000 metros é também conhecido como o pulmão verde de Berlim. Tire alguns minutinhos para caminhar pelo parque ou até mesmo dar uma volta de bicicleta por ele.

A minha última dica para fechar o dia é a visita à cúpula do parlamento alemão – Reichstag – especialmente se você conseguir ir na hora do pôr do sol. O parlamento fica pertinho do Portão de Brandemburgo. A vista é incrível e você pode pegar um audioguia para ir escutando toda a história dos principais pontos turísticos vistos lá de cima. A entrada é gratuita mas você tem que reservar com antecedência. Fique atento também aos dias de funcionamento, pois geralmente eles fazem manutenções no prédio. Eu já escrevi um post sobre como visitar a cúpula é só clicar aqui.

Endereço: Platz der Republik 1, 11011.

CUPULA-PARLAMENTO-ALEMAO- Paula Ferraz
Dentro da cúpula do parlamento alemão.

*Atenção os horários de funcionamento dos museus pois costumam variar durante o verão e o inverno.

Onde comer

Começar o dia com um bom café faz toda a diferença. Perto da Museumsinsel – Ilha dos Museus – você vai encontrar o 19grams uma cafeteria onde torram o próprio café e servem também um brunch bem gostoso. O Father Carpenter é uma outra opção para o café da manhã, ou um cafezinho no meio da tarde. Além do café ser delicioso eles também servem brunch e algumas opções de bolos e tortas. Eu particularmente sou fã do bolo de banana de lá.

IMG_7330
Banana bread + cappuccino do Father Carpenter.

Bem na  frente da estação de trem chamada Hackescher Markt, pertinho de onde você vai estar caminhando, você encontra o restaurante Weihenstephaner Berlin. Que além dos pratos típicos alemães, como o joelho de porco ou o famoso schnitzel, você também vai poder experimentar algumas cervejas alemãs. 

Uma outra opção bem diferente e que vale muito a pena é o Mogg. Um restaurante que serve o melhor sanduíche de pastrami (uma carne bovina defumada cortada em fatias fininhas) e que fica em uma das ruas mais legais de Berlim a Auguststraße. Fica a dica para uma uma caminhada pós-sanduíche! O restaurante é bem pequeno e fica em uma antiga escola para garotas judias, um prédio enorme feito de tijolos vermelhos. Eu já escrevi um post sobre o restaurante, clica aqui para ler mais.

IMG_7332
Sanduíche de pastrami.

Endereços

19grams: Karl-Liebknecht-Str. 13, 10178 Berlin

Father Carpenter: Münzstr. 21 – 1. Hof, 10178, Berlin (fica dentro de um pátio)

Weihenstephaner Berlin: Neue Promenade 5, 10178 Berlin

Mogg: Auguststr. 11-13 10117 Berlin

Lembrete: alguns restaurantes e lojas não aceitam cartão, somente dinheiro.

Nesse post aqui você encontra algumas dicas básicas do dia a dia em Berlim para não passar aperto.

Espero que esse guia ajude você a conhecer um pouquinho dos principais pontos turísticos de Berlim nessas 24 horas. Volte sempre!

Ei, você sabia que eu posso fazer um roteiro totalmente personalizado para você?

Ei, gostou da dica?

Me paga um café!

 

Anúncios